Você está aqui: Home Notícias Catequese: missão de anunciar Jesus

Catequese: missão de anunciar Jesus

clarice catequese 2Neste mês missionário, entrevistamos Clarice Schneider, catequista na Paróquia Imaculada Conceição, no Ipiranga, em São Paulo (SP). Na entrevista, Clarice aborda a catequese como uma bonita missão de levar a Palavra de Deus para os catequizandos e suas famílias. “A alegria profunda e pura que a Palavra de Deus gera em mim é como um tesouro e tenho sempre a vontade e o desejo sincero que todos a meu redor também experimentem essa alegria e tenham esse tesouro. Como cristã e batizada, é para mim um dever anunciar a Jesus e o seu plano de salvação, aliás, é missão de todos nós, segundo ordena o próprio Cristo: ‘Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa-Nova a toda criatura’ (Mc 16,15)”, afirma a catequista. Confira a entrevista na íntegra.

CIIC - Por que decidiu dedicar-se a catequese? O que a motiva na missão na catequese?

Clarice - Cresci dentro de uma família muito religiosa e meus primeiros catequistas foram meus pais, rezávamos e papai fazia a leitura da Palavra de Deus em família todos os dias antes do jantar. O passo seguinte foi a participação no grupo de reflexão de nossa comunidade, nas casas, na roça. A intempérie amazônica nunca nos parou: sol, chuva, cobra, poeira, distância, escuridão, cansaço físico; pelo contrário, essa catequese comunitária eram momentos de alegria, de partilha, de união, de fraternidade.
Então, próximo do momento da minha primeira comunhão, em 1992, expressei meu desejo de servir a Deus e aos irmãos na catequese, conversei com meus pais e meu pároco e já fui encaminhada para participar da formação que a paróquia oferecia. Meses depois fiz a primeira comunhão e, na sequência, meus catequistas me convidaram para auxiliar com as crianças, comecei no mês seguinte e nunca mais parei.

Minha motivação é o amor a Jesus, o amor a Igreja e o amor ao próximo, é maravilhoso falar de um Deus que é misericórdia, que transforma nossas vidas, de um Deus que se fez homem para a redenção humana. A alegria profunda e pura que a Palavra de Deus gera em mim é como um tesouro e tenho sempre a vontade e o desejo sincero que todos a meu redor também experimentem essa alegria e tenham esse tesouro. Como cristã e batizada, é para mim um dever anunciar a Jesus e o seu plano de salvação, aliás, é missão de todos nós, segundo ordena o próprio Cristo: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa-Nova a toda criatura” (Mc 16,15).

CIIC - Qual é o papel da catequista na vida das crianças e das famílias?

Clarice – É, sobretudo, o de ajudar no seguimento e de fazê-los descobrir Jesus pouco a pouco; é um itinerário que se faz juntos. Como catequista devo ser sempre testemunha e, com o exemplo e a alegria, mostrar para as crianças, adolescentes e suas famílias que seguir Jesus é incrível e transformador.

CIIC - Qual é a maior alegria em ser catequista?

Clarice - Perceber que os catequizandos, após 1 ou 2 anos, estão diferentes. Eles veem e percebem a fé e o convívio comunitário e fraterno como sendo essenciais para suas vidas, que tudo isso vai além dos sacramentos, e com certeza uma sementinha foi plantada e deverá transformar suas vidas.

CIIC - Quais desafios o catequista enfrenta nos dias de hoje?

Clarice - São muitos, a começar pela própria família, que atualmente está muito ferida, sofrendo dos males do nosso tempo: divórcio, vida corrida, desemprego, vícios, violência, distanciamento da Igreja. Este último mudou o perfil das crianças e a forma como a catequese deve ser abordada; algumas crianças, por exemplo, precisam aprender as primeiras orações (Pai Nosso, Ave Maria ou ainda fazer corretamente o sinal da cruz). Assim, como catequista, preciso descobrir suas histórias e revelar o rosto de Jesus de forma que vá ao encontro dessas realidades.

CIIC - Como ajudar as crianças e também as famílias a darem continuidade na caminhada na Igreja após receber o sacramento?

Clarice - O papel do catequista e, por conseguinte da catequese, é não só de preparar as crianças, adolescentes, jovens e adultos para os sacramentos, mais também de dar uma base mais sólida para a formação de novos cristãos capazes de dar continuidade à missão de Jesus Cristo. Ao longo da catequese, trabalho a inserção deles na vida litúrgica, comunitária, espiritual e no serviço ao próximo. Isso garante que ao menos façam alguma experiência e tenham a possibilidade de descobrir seus dons e como usá-los em prol da comunidade.

CIIC - Como é ser catequista nos dias de hoje com o avanço da tecnologia? Como “inovar” na catequese para “competir” com os aparelhos eletrônicos ou até mesmo fazer deles aliados na evangelização?

Clarice - Ser catequista nos dias de hoje é desafiador, creio que sempre tenha sido, mas agora há o agravante das mais variadas distrações tecnológicas. A tecnologia em si, para mim particularmente, ajuda muito na catequese, para estudo, pesquisas e comunicação. Há limites que precisam ser postos, como ensinar os catequizandos a observar as fontes de pesquisa, a serem mais críticos com o que leem sobre a Igreja e a Palavra de Deus e que essa visão seja construtiva. Por outro lado, a tecnologia é essencial para promover a interação, a comunicação, novas descobertas e adquirir conhecimentos que antes eram restritos e, com o advento da internet, o acesso é fácil e rápido.

CIIC - Mensagem de uma catequista para os catequistas que desenvolvem essa bonita missão.

Clarice - Que o amor a Jesus seja a razão para perseverar e propagar seus ensinamentos e modo de vida aos nossos catequizandos e suas famílias, que tenhamos em Nossa Senhora o exemplo da fiel discípula e peçamos sempre a proteção do Espírito Santo para que nos conduza na sabedoria, no discernimento, no entendimento e no temor a Deus.

clarice catequese 1

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar


Ação Evangelizadora


Ação Pastoral

  • Pastoral Carcerária, da Saúde, Paroquial, da Terra, da Juventude, Diocesana e DST-AIDS
  • Áreas de atuação: indígenas, mulheres em situação de risco, catequese, liturgia e comunicação

Saúde

Unidades Sociais / Projetos Sociais

  • Tecendo a Vida - Belo Horizonte - MG
  • Educandário Sagrada Família - São Paulo - SP
  • Casa da Sagrada Família - Campos do Jordão - SP
  • Lar dos Velhinhos - Maringá - PR
  • Lar Nossa Senhora Aparecida - Santuário Nacional
  •  Lar São Vicente de Paulo - Itaberá - SP
  • Asilo São Roque - Diamantino - MT
  • Casa do Peregrino - Itajaí - SC
  • Orfanato São Roque - Moçambique
  • Escola Familiar Rural - Moçambique
  • Asilo Santa Bárbara - Argentina

Família CIIC